Estar sozinha não é estar encalhada!

Muitas mulheres hoje em dia optam por viverem sozinhas, seja elas tendo filhos ou não. O que mais se vê por aí são mulheres batalhadoras, que se dedicam primeiramente na sua vida profissional, se focam mais em si mesmas do que em busca de um relacionamento.

Vale lembrar que existe mulheres solitárias, carentes, traumatizadas emocionalmente e sozinhas. A sociedade como sempre em seus julgamentos, se vê uma mulher muito tempo sozinha, já à chama de encalhada, na minha opinião isso não deixa de ser um pouco de bullyng.

Entre solitárias, carentes, traumatizadas e sozinhas, eu foco nas sozinhas, pois têm muitas mulheres que não estão sozinhas por que querem, mas si por opção. São mulheres que gostam de sua própria companhia, que não se deixam levar pela pressão da sociedade e que não tem pressa de esperar pelo relacionamento certo. Confiam em si mesmas e se amam.

Agora o que dizer de encalhada?

Será mesmo que uma pessoa encalhada é uma pessoa que está sozinha por opção?

Eu diria que uma pessoa encalhada é uma pessoa SEM opção. Uma pessoa que vive num péssimo relacionamento por medo de não encontrar alguém melhor, uma pessoa que “vive de mão em mão, pulando de galho em galho,” só pra passar a falsa imagem de conquistadora, achando o máximo pisar nos sentimentos alheios, quando não passa de uma pessoa insegura e solitária com medo de amar e se deixar ser amada.

Eu diria que uma pessoa encalhada é aquela que vive um relacionamento de aparência, que vive infeliz somente para manter o status de lindo casal. Aquela pessoa que se une por interesse, seja financeiro, seja por poder ou por um maior nível social.

Saiba que pessoas que apreciam sua própria companhia sem medo de ficarem sozinhas, são pessoas maduras emocionalmente, são minorias na sociedade e por isso são tachadas como encalhadas. Ainda bem que elas não ligam para os comentários alheios e vivem muito bem consigo mesmas.

E como dizia um velho ditado: “Melhor sozinha do que mal acompanhada.”

Comente